[ José Saramago ]

14 comentários:

Maria Almira Soares disse...

Como pássaros suspensos do sorriso sábio do seu criador, os livros ficam.

Célia Regina disse...

Que bela homenagem. Linda, imagem!Fãs de Saramago, agradecem!

misantropo disse...

obrigado, levantado do chão

Ana Liese disse...

Bela homenagem. Obrigada. As intermitências da morte...

jugioli disse...

Uma das mais felizes homenagens!!!
adorei.

bjs

Jasmim disse...

na "escritaria 2009", em Penafiel, ouvi-o dizer: o mundo precisa duma internacional de bondade. Palavras sábias...

Ramon Mello disse...

miguel, oi.
sou ramon mello, jornalista, quero fazer uma matéria sobre seu blog. interessa? me passa seus contatos?
abraço, ramon.

Tilida disse...

Fácil de entender...
Fácil amar!!!
Homem lindo...
Todos os relógios parados às 4h...é demais!!!
Quem se lembrava duma cena destas...

cosal disse...

orgulho-me de ser parte da tua sensibilidade...e nunca te ofereci um livro deste SARAMAGO. Mas há sempre duas vidas...quem sabe?

Maria Regina disse...

Adoro seu blog! Venho sempre por aqui me encantar com tamanha sensibilidade. Cada vez que venho, me surpreendo!
Um abraço

Julianacronica disse...

as páginas em branco, por muito tempo, chorarão saramago.

jefhcardoso disse...

Acabo de assistir ao Entrelinhas da Cultura, e vim aqui conhecer este blog que ali fora citado. Estou aqui apreciando essa bela coleção.
Uma coisa me deixa curioso enquanto aqui passeio com os olhos. Como foi que o Entrelinhas tomou conhecimento do seu blog, Miguel?

Deixarei o meu comentário aqui nesta foto de Saramago, pois ele é assunto também em meu blog em uma crônica que fiz após ler História Do Cerco De Lisboa.
Posso aguardar uma visita e um comentário seu, Miguel?

Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com, encantado.

jessica vega disse...

linda sonrisa ,,,inolvidable hombre ... lo siento vivo ...

presente ahora y siempre!

Carlos disse...

Gostei bastante de "folhear" o seu blog.Parabéns pelo bom trabalho.No entanto (no melhor pano cai a nódoa) lamento a ausência de identificação dos autores das fotografiaas.Será que merecem menos respeito que os outros?Percebo que algumas até sejam de autor desconhecido, não creio no entanto, que isso aconteça em relação a todas. "O seu a seu dono" parece-me ser uma boa (e correcta)opção.
Cumprimentos.